Background

Início Maestro Ficha Técnica Galeria Contato

Filarmônica Brasileira

Fundada em 2005, a Filarmônica Brasileira é uma orquestra criada a partir da iniciativa dos próprios músicos, que possuem o objetivo de aproximar a música sinfônica e erudita do público, tendo em vista a grande necessidade por parte de instituições e empresas em produzir e apresentar espetáculos musicais de alta qualidade em eventos internos ou voltados a comunidade.

A expressiva experiência internacional da maioria de seus integrantes, tanto em formação acadêmica como em concertos em diversos palcos do mundo, faz do conjunto, já um dos melhores no país. Apresentando-se com um repertório eclético, agrada tanto ao público habituado a frequentar as mais importantes salas de concerto, como àquele que assiste a uma orquestra pela primeira vez.

Destaca-se em sua trajetória as duas turnês realizadas no estado de São Paulo. Uma em 2007 pelo Projeto Música e Meio Ambiente, com apoio da lei Rouanet de Incentivo a Cultura, e outra em 2008 pelo Projeto Musica para o Povo, com apoio do Proac da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

Maestro Artur Huf

Natural de Santa Catarina, iniciou seus estudos com Afonso Krieger, continuando com Reinhold Sigwalt, Jacob Streithorst, Berenice Liedke, Moacir Del Picchia e Alberto Jaffé , além de importantes nomes do cenário musical mundial como Chaim Taub (Israel), Nicolas Chumachenko (Alemanha), Cecília Guida (Argentina - Brasil), Paulo Bosisio (Brasil) e Cláudio Cruz (Brasil).

Na UNICAMP, cursou a faculdade de Regência. Foi maestro Assistente da Sinfônica de Campinas em 2003 e 2004, estando à frente também da Sinfônica da Unicamp em diversos concertos. Em 2006 foi Maestro Assistente da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto. Em 2005 funda a Filarmônica Brasileira, da qual é Maestro Titular e Diretor Artístico.

É spalla da Sinfônica de Campinas desde 2001, e da Sinfônica da Unicamp desde 1998. Foi spalla convidado em outras orquestras como Filarmônica de São Caetano e Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília.

Como solista, apresentou-se com a Sinfônica de Americana, Sinfônica da Unicamp e Sinfônica de Campinas.

Em sua carreira destaca-se ainda o trabalho com o Quarteto Darcos, com o qual ganhou vários prêmios, gravou um cd da obra camerística de Carlos Gomes, e realizou turnês na Argentina, México e EUA.

É músico convidado da OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), onde realizou vários concertos, gravações, e as turnês EUA (2009), e Europa (2010).

Em 2010, funda o grupo ArsBrasil, voltado para a música de câmara brasileira, com o qual lança em cd o álbum triplo “Henrique Oswald – Música de Câmara”, já um sucesso de crítica, sob patrocínio da Petrobrás. No mesmo ano realiza a primeira turnê brasileira do grupo.

A partir de 2012, assume a direção artística e regência da Orquestra Jovem de Paulínia.

Ficha Técnica:

Primeiros Violinos
Aramis Rocha
Paulo Brito
Milton Pires
Vlamir Ramos
Robson Rocha
Alvaro Peterlevitz
Eduardo Semencio

Segundos Violinos
Samuel Pires de Lima
Leandro Vendemiati
Guilherme Sotero
Daniele Lessa
Ebenezer dos Santos
Glaucia Pinotti

Violas
Jose Eduardo d'Almeida
Valdeci Merquiori
Ivana Orsi
Jose Elinar Araújo

Contrabaixos
Walter Valentini
Guigui Pfafenbach

Flautas
Claudia Alvarenga
Rogerio Peruchi

Oboes
Carlos Coradini
Heliodoro de Moraes Jr

Clarinetas
Andre Zocca
Cleiton Tomazela

Fagotes
Francisco Amstalden
Ivan Corilov

Trompas
Isac Emerick
Cibele Lopes
Joel Dionisio
Luca Soares

Trompetes
Paulo Ronqui
Oscarindo Roque Filho

Trombones
Robson De Nadai
Wellington Ronqui
Fransoel Decarli

Tuba
Paulo César da Silva

Timpanos
Orival Borelli

Percussao
João Stecca
Fernanda Vieira

Montagem
Edison Lima
José Carlos Sabino

Arquivo
Ana Carolina Tenório

Galeria

Contato




55 19 2121 9959
55 19 9731 4143

contato@ariahcultural.com.br